NOTÍCIAS

Realizado Fórum do Movimento Social de Luta Contra a Aids do Estado do Ceará

18/05/2019 às 20:41:57

Aconteceu na tarde desta sexta feira (17) no auditório do HSJ (Hospital São José) em Fortaleza o Fórum do Movimento Social de Luta Contra a Aids do Estado do Ceará composto por instituições, Redes de Pessoas Vivendo com HIV/Aids e Movimentos Sociais que trabalham no campo dos direitos humanos, prevenção e assistência às pessoas vivendo com HIV/Aids tanto em Fortaleza como em algumas cidades do interior do estado para denunciar o que foi apresentado no Seminário Alusivo ao Candlelight reaizado nesta data.

De acordo com dados, no Ceará, em 2018 foram registrados 247 óbitos destes, 196 só no hospital de referencia. Para que não se chegue ao final de 2019 com o mesmo numero ou mais, o Fórum denuncia a falta de Assistência das PVHA do Ceará e apresentou exigindo dos gestores estaduais e municipais:

1 – ARTICULAÇÃO COM OS 22 MUNICIPIOS QUE RECEBEM RECUSOS FUNDO A FUNDO PARA ABRIREM OS SEUS SAEs, E IMPLEMENTAREM MELHORIAS SEGUINDO PADRÃO EXEGIDOS PELO O MINISTÉRIO DA SAÚDE PARA A EQUIPE MUTIDICIPLINAR.

2 – REFORMA/ AMPLIAÇÃO URGENTE DO AMBULATÓRIO DO HOSPITAL SÃO JOSÉ.

3 – EDITAL PARA PROJETOS SOCIAIS DA SOCIEDADE CIVIL PARA AS INSTITUIÇÕES QUE TRABALHAM COM A POPULAÇÃO VIVENDO COM HIV/AIS.

4- FALTA DE MEDICAMENTOS PARA INFECÇÕES OPORTUNISTA NA FARMÁCIA DO HOSPITAL SÃO JOSÉ.E POSTOS DE SAÚDE DE FORTALEZA

5 – IMPLEMENTAÇÃO DOS SAEs NAS POLOCLINICAS DE REFERÊNCIA DO ESTADO DO CEARÁ, E DO MUNICIPIO DE FORTALEZA COM O INTUITO DE DESAFOGAR O HOSPITAL SÃO JOSÉ, MELHORANDO A QUALIDADE DO ADENDIMENTO.

6 – LENTIDÃO E DESCASO NOS PROCESSOS COM A SOCIEDADE CIVIL POR PARTE DA SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO DO CEARÁ – SESA.

7 -ARTICULAR FINANCIAMENTO PARA IMPLEMENTAÇÃO DAS AÇÕES DO FÓRUM, REDES DE PESSOAS VIVENDO E CASA DE APOIOS,

8 – A CRIAÇÃO DE GRUPOS DE ADESÃO PARA TRABALHAR A QUESTÃO DO ABANDONO AO TRATAMENTO E CONSEQUENTEMENTO REDUZIR O INDICE DE MORTALIDADE DAS PVHA. CONSIDERANDO QUE SÓ O HSJ REGISTRA NO MOMENTO UM ABANDONO DE TRTATAMENTO DE MAIS DE 1.300 PESSOAS QUE VIVE COM HIV.

8 – APROVAÇÕES DO PASSE LIVRE PELA A PREFEITURA DE FORTALEZA PARA AS PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS EM SITUAÇÃO DE VUNERABILIDADE SOCIAL

9 – CONCURSO PUBLICO PARA PROFICIONAIS DE SAÚDE DOS SAE DE FORTALEZA EVITANDO A ROTATIVIDADE DE PROFISSIONAIS NOS SERVIÇOS QUE AO QUEBRAR VINCULOS TAMBÉM CONTRIBUE PARA O ABANDONO DO TRATAMENTO.

10 – O SAE CARLOS RIBEIRO, A LENDA COM MAIS DE UMA DÉCADA QUE A PREFEITURA NÃO CONSEGUE ENTREGAR COMO SE DEVE AS PVHA, MAIS UMA REFORMA FOI ANUNCIADA E CONTINUA PARADA.

Estiveram presentes o deputado estadual Acrísio Sena que informou a todos levando consigo documento de Criação da Frente Parlamentar de Luta Contra Aids na Assembléia Legislativa do estado.; o vereador de Fortaleza Dr Eron que também assumiu compromisso de reeditar a Frente Parlamentar de Luta Contra Aids na Câmara de vereadores; a representanteda Secretaria Municipal de Saúde, Dra Aline que destacou a importância da atenção às Pessoas com HIV/Aids; além das falas de várias representações de ONGs que também abraçam a causa do Movimento Aids.

“Esperamos, desta forma, depois da Leitura da Carta Aberta do Fórum,  respostas dos nosso gestores a garantia de uma atenção mais ampla à qualidade de vida das pessoas que vivem com HIV/Aids no estado do Ceará,” destacou Vando Oliveira da RNP+CE.

No encerramento, os presentes fizeram homenagem às pessoas que morreram de HIV/Aids em frente ao Hospital São José lembrando o Candlelight Memorial que acontece neste domingo no mundo inteiro.

Silene Santos / RNP+CE

Deixe seu comentário

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios