NOTÍCIAS

Carta aberta do Fórum ONG/AIDS do Estado Ceará

  Candlelight Memorial 2019

 

Fórum do Movimento Social de Luta Contra a AIDS do Estado do Ceará

CARTA ABERTA DO FÓRUM

Candlelight Memorial 2019

 

 

O Fórum do Movimento Social de Luta contra a AIDS do Estado do Ceará, espaço de articulação, mobilização e controle social que atua há 20 anos no Estado, composto por Instituições, Redes de Pessoas que vive com HIV e Movimentos Sociais que trabalham no campo dos direitos humanos, prevenção e assistência às pessoas vivendo com HIV/Aids, tanto em Fortaleza como em algumas cidades do interior do Ceará, vem através desta Carta aberta DENUNCIAR O que foi apresentado no seminário Alusivo ao Candlelight realizado nesta data.

 

No segundo Domingo, de maio, será realizado anual e Internacionalmente o  Candlelight Memorial, organizações se reúnem em todo o mundo para lembrar os amigos e familiares que perdemos. E conscientizamos sobre o tema deste ano Intensificando a luta pela saúde e pelos direitos.

 

Quando o Memorial da Luz de Velas contra a AIDS foi realizado pela primeira vez em 1983, ninguém poderia ter previsto a escala e o impacto que a epidemia global de HIV teria, agora, em sua terceira década. Com milhões de vidas perdidas e cerca de 37 milhões de pessoas atualmente vivendo com o HIV, nós, como comunidade cearense, permanecemos profundamente desafiados por essa epidemia em uma pesquisa nos dados epidemiológico oficiais podemos observar que de, 1980 a junho de 2018, foram identificados 926.742 casos de AIDS no Brasil, O país tem registrado, anualmente, uma média de 40 mil novos casos de AIDS nos últimos cinco anos. O número anual de casos de AIDS vem diminuindo desde 2013, quando atingiu 43.269 casos; em 2017 foram registrados 37.791 casos. A distribuição proporcional dos casos de AIDS, identificados no período No Ceará foram notificados 20.226 casos de AIDS e 9.162 casos de HIV. Entre os anos de 1983 (ano de diagnóstico do primeiro caso de aids do Ceará) a novembro de 2018. Espera-se que as informações contidas neste documento possam contribuir para o monitoramento do HIV/aids e que sejam úteis como subsídio à tomada de decisões nos níveis estadual e municipal. No que se refere aos óbitos por AIDS Desde o início da epidemia de AIDS (1980) até 31 de dezembro de 2017, foram notificados no Brasil 327.655 óbitos tendo o HIV/ AIDS como causa básica (CID10: B20 a B24). Entre os anos de 2008 a novembro de 2018*, foram registrados no Ceará 3.417 óbitos tendo como causa básica HIV/aids (CID10: B20 a B24). Sendo a tuberculose a doença oportunista que mais tem contribuído para esse grande numero de óbitos.

 

Esses dados nos levam a estamos agora na encruzilhada de um momento turbulento e transformador nos setores globais de AIDS, saúde e desenvolvimento com desafios políticos e financeiros multifacetados que afetam a força e a sustentabilidade de redes de pessoas vivendo com HIV e populações-chave em todo o mundo. O apoio para a sociedade civil, particularmente para a defesa de direitos e para redes lideradas por e para pessoas que vivem com o HIV, está diminuindo.

 

A continuação das violações dos direitos humanos contra as pessoas mais marginalizadas e a falta de disposição política para aumentar as respostas nacionais, estaduais e municipais ao HIV, deixou demasiadas pessoas vivendo com o HIV expostas a múltiplos riscos e colocaram em risco os duros ganhos obtidos durante as últimas décadas. • O Memorial Internacional de Luzes de SIDA é uma das mais antigas e maiores campanhas de mobilização de base para conscientização sobre o HIV. O Internacional  AIDS Candlelight Memorial acontece no terceiro domingo de maio de cada ano.

No Ceará, em 2018 registramos 247 óbitos destes 196 só no hospital de referencia, Para que não se chegue ao final de 2019 com o mesmo numero ou mais, DENUNCIAMOS A FALTA DE  ASSISTENCIA DAS PVHA DO CEARÁ: APRESENTANDO E EXIGINDO POR PARTE DOS GESTORES ESTADUAIS E MUNICIPAIS:

 

1 -ARTICULAÇÃO COM OS 22 MUNICIPIOS QUE RECEBEM RECUSOS FUNDO A FUNDO PARA ABRIREM OS SEUS SAEs,  E IMPLEMENTAREM MELHORIAS SEGUINDO PADRÃO EXEGIDOS PELO O MINISTÉRIO DA SAÚDE PARA A EQUIPE MUTIDICIPLINAR.

 

2 – REFORMA/ AMPLIAÇÃO URGENTE DO AMBULATÓRIO DO HOSPITAL SÃO  JOSÉ.

3 – EDITAL PARA PROJETOS SOCIAIS DA SOCIEDADE CIVIL PARA AS INSTITUIÇÕES QUE TRABALHAM COM A POPULAÇÃO VIVENDO COM HIV/AIS.

4- FALTA DE MEDICAMENTOS PARA INFECÇÕES OPORTUNISTA NA FARMÁCIA DO HOSPITAL SÃO JOSÉ.E POSTOS DE SAÚDE DE FORTALEZA

 

5 – IMPLEMENTAÇÃO DOS SAEs NAS POLOCLINICAS DE REFERÊNCIA DO ESTADO DO CEARÁ, E DO MUNICIPIO DE FORTALEZA COM O INTUITO DE DESAFOGAR O HOSPITAL SÃO JOSÉ, MELHORANDO A QUALIDADE DO ADENDIMENTO.

 

6 – LENTIDÃO E DESCASO NOS PROCESSOS COM A SOCIEDADE CIVIL POR PARTE DA SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO DO CEARÁ – SESA.

 

7 -ARTICULAR FINANCIAMENTO PARA IMPLEMENTAÇÃO DAS AÇÕES DO FÓRUM, REDES DE PESSOAS VIVENDO E CASA DE APOIOS,

 

8 -A CRIAÇÃO DE GRUPOS DE ADESÃO PARA TRABALHAR A QUESTÃO DO ABANDONO AO TRATAMENTO E CONSEQUENTEMENTO REDUZIR O INDICE DE MORTALIDADE DAS PVHA. CONSIDERANDO QUE SÓ O HSJ REGISTRA NO MOMENTO UM ABANDONO DE TRTATAMENTO DE MAIS DE 1.300 PESSOAS QUE VIVE COM HIV.

 

8 – APROVAÇÕES DO PASSE LIVRE PELA A PREFEITURA DE FORTALEZA PARA AS PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS EM SITUAÇÃO DE VUNERABILIDADE SOCIAL

 

9 – CONCURSO PUBLICO PARA PROFICIONAIS DE SAÚDE DOS SAE DE FORTALEZA EVITANDO A ROTATIVIDADE DE PROFISSIONAIS  NOS SERVIÇOS QUE AO QUEBRAR VINCULOS TAMBÉM CONTRIBUE PARA O ABANDONO DO TRATAMENTO.

 

10 – O SAE CARLOS RIBEIRO, A LENDA COM MAIS DE UMA DÉCADA QUE A PREFEITURA NÃO CONSEGUE ENTREGAR COMO SE DEVE AS PVHA, MAIS UMA REFORMA FOI ANUNCIADA E CONTINUA PARADA.

 

Esperamos, desta forma, respostas das /os responsáveis acima citadas/os no que se refere aos pontos relacionados e a garantia de uma atenção mais ampla à qualidade de vida das pessoas que vivem com HIV/Aids no estado do Ceará.

 

Lembrar dos que já foram, sem esquecer os que ainda estão aqui.

Data: 17/05/2019

Local: Hospital São José.

Hora: 18;00 hs.

 

 

         Fórum do Movimento social de Luta contra Aids do Estado do Ceará

             Rua Dom Lino 1001, Sala 02 Parquelandia. Fortaleza-CE.

             Fone: 3243-7403 e-mail: forumongaidsceara@yahoo.com.br

 

                                                                                       

 

Deixe seu comentário

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios